Revista Brazuca apresenta: Difusora (Compilado por DJ Tales)

dezembro 2, 2009 at 7:41 pm Deixe um comentário

Revista Brazuca apresenta a nova cena de Pernambuco

“Pernambuco embaixo dos pés e minha mente na imensidão!”*

A cena musical moderna de Pernambuco é provavelmente a mais vanguarda do Brasil desde a década de 90, quando Chico Science & Nação Zumbi, Mundo Livre S/A e outros grupos deflagraram o Manguebeat, último grande movimento musical brasileiro e influência para a sonoridade das novas gerações.

O Manguebeat teve como proposta fundir ritmos tradicionais pernambucanos, como o maracatu, o coco e a ciranda, com elementos contemporâneos da música americana, africana e jamaicana, como o hip hop, o afrobeat e o dubwise. O símbolo do movimento é uma antena enfiada na lama do mangue, bioma do Recife e de Olinda, onde vivem os chamados mangueboys, que captam e emitem a fertilidade e a diversidade da música popular da periferia para o centro, e deste para outros centros e periferias do mundo.

Com a precoce morte do líder Chico Science em 1997, o movimento se desnorteou, mas seus integrantes continuaram a reinventar intensamente suas matrizes rítmicas e melódicas. E trouxeram e produziram novas influências para a sonoridade pernambucana e brasileira, reveladas em grandes festivais musicais, a exemplo do Abril Pro Rock e do Recbeat.

Ao lado do “maracatu atômico” da Nação Zumbi e do samba combativo do Mundo Livre S/A, outros sons compuseram a base da cena musical pernambucana das últimas duas décadas: o punk do morro do Devotos, o rap com embolada do Faces do Subúrbio, o baile folclórico do Mestre Ambrósio, a poesia cênica do Cordel do Fogo Encantado, o carnaval e o cotidiano olindenses da Eddie e do Bonsucesso Samba Clube, as batidas periféricas do DJ Dolores, as letras lisérgicas de Otto e muitos outros…

A partir dessas matrizes, novos artistas e grupos surgiram na última década, reprocessando gêneros de diferentes formas. Para além dos sons regionais, as bandas continuaram cada vez mais a misturar ritmos nacionais como o frevo, a bossa, o samba e o carimbó, com outros globais como o rock, o funk, o ska e a cumbia. Nesse período, porém, as cenas mangue e pós-mangue não foram as únicas em Pernambuco, que tem outras fortes expressões dos mais variados estilos se desenvolvendo constantemente, sempre com novos projetos que são referência para a música brasileira contemporânea. Como bem dizia Chico Science, “modernizar o passado é uma evolução musical”. *

Frase da música Mateus Enter, de Chico Science & Nação Zumbi 

1. Eddie – Bairro Novo/Casa Caiada
2. Bonsucesso Samba Clube – O Samba Chegou
3. Orquestra Contemporânea de Olinda – Toda Massa
4. Academia da Berlinda – Academia da Berlinda
5. A Roda – Popets
6. Guardaloop – Sangue de Verdade
7. Isaar – Azul Claro
8. Alessandra Leão – Desperta
9. Siba – Meu Time
10. Maciel Salu – Na Luz do Carboreto
11. Zé Cafofinho – Canela
12. Junio Barreto – Qualé Mago
13. China – Sem Paz
14. Mombojó – Deixe-se Acreditar
15. Volver – Tão Perto, Tão Certo
16. Vamoz! – Target of Rock
17. Amp – Acidez
18. Ciné – Cha Cha Cha du Loup
19. Catarina Dee Jah – Sarará
20. Júnior Black – RGB
21. Ska Maria Pastora – Cabelo de Fogo
22. 3 na Massa – Frevo da Saudade
23. Maquinado – O Som
24. Jam da Silva – Mania

Bônus track:
DJ Dolores – Lição (Instituto Mix)

Download

Anúncios

Entry filed under: DJ Tales.

Fabrício Santana (2009 – Prozas & Versos) Fim de Feira (2008 – A Revolução dos Pébas)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


DNA – DISCOTECA NACIONAL

Este blog nasceu no ano de 2008 e tem como principal existência, difundir a música brasileira de qualidade, seja através de bandas ou DJs.
A prioridade do blog é a difusão de trabalhos independentes. Sabemos que existem blogs que não agem da mesma forma, portanto, se alguém se sentir ofendido ou prejudicado com o conteúdo de alguma postagem, avise-nos por e-mail para que ela seja retirada imediatamente

============================
P.S. O site WORDPRESS não hospeda arquivos de música e os links aqui postados têm prazo de validade limitado. ============================
Administração e conteúdo por Juniani Marzani - DJ 440

Contato: discotecanacional@gmail.com

Categorias

Blog Stats

  • 650,247 hits

%d blogueiros gostam disto: