Di Melo (1975 – Di Melo)

dezembro 9, 2010 at 12:45 pm Deixe um comentário

“Eu, Roberto de Melo Santos, pernambucano, recifense, em arte Dimelo, venho desde cedo, me ramificando e perseguindo o rumo das artes, ou seja, nas áreas de canto, da composição, da poesia, do entalhe, da pintura e da interpretação. Me envolvo, me apego por inteiro e me entrego de corpo, coração e mente a tudo aquilo que me predisponho a fazer. Não sei se é um erro ou virtude, porém, de nenhuma outra forma que possa concluir eu consigo me ver diferente”. 

Assim se define Di Melo, “Moto amante, errante, andante, mulherisficante, Violeiro, cancioneiro, nordestino-brasileiro.” Poucos conseguem explicar como o seu som ficou no anonimato por tanto tempo. O disco homônimo, seu primeiro e mais famoso álbum, é um dos mais originais da geração black da década de 70, sendo até hoje disputado em sebos por fãs e colecionadores.

Di Melo chegou em São Paulo nos fins dos anos 60, quando começa a tocar na noite paulistana. Em 1975, é lançado pela Odeon o disco que leva seu nome, e conta com a participação de Hermeto Pascoal e de Heraldo do Monte, o álbum teve canções com relativo sucesso, como a Kilariô. Sua redescoberta se dá na década de 90, por Dj..s ingleses, quando a música A vida em seus métodos diz calma aparece na coletânea “Blue Brazil Vol. 2”.

Considerado um dos artistas que mais próximo chegou a uma linguagem soul nacional, Di Melo nos brinda com muita desenvoltura e originalidade em seu disco homônimo.

Possui um montante de 400 músicas inéditas, lindas, balançadas, jazz, baladas românticas, pop, samba-rock, samba, bossa, enfim, todos os estilos para todos os gostos.

“Meu som não deixa nada a desejar para o que houve, há, e, haverá no mercado musical. Digo, repito, atesto, e, assino embaixo, sem medo de errar e sem falsa modéstia. É muito swing, balanço, molho, charme e malemolência, pois nem Santo Antonio com gancho consegue segurar.”

Download

Anúncios

Entry filed under: Di Melo.

Novos Bossais (2010 – A Bossa bem mais nova) [DNA apoia] 02 anos do Baile Tangolomango, Recife

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


DNA – DISCOTECA NACIONAL

Este blog nasceu no ano de 2008 e tem como principal existência, difundir a música brasileira de qualidade, seja através de bandas ou DJs.
A prioridade do blog é a difusão de trabalhos independentes. Sabemos que existem blogs que não agem da mesma forma, portanto, se alguém se sentir ofendido ou prejudicado com o conteúdo de alguma postagem, avise-nos por e-mail para que ela seja retirada imediatamente

============================
P.S. O site WORDPRESS não hospeda arquivos de música e os links aqui postados têm prazo de validade limitado. ============================
Administração e conteúdo por Juniani Marzani - DJ 440

Contato: discotecanacional@gmail.com

Categorias

Blog Stats

  • 651,224 hits

%d blogueiros gostam disto: