Dalva Suada (2011 – EP)

junho 13, 2011 at 12:00 am Deixe um comentário

A raça das guitarras e da batera da Dalva Suada são uma junção do frenesi das ruas com os experimentos humanos. Mostrar esse potencial de cordas e melodias provocativas é o desejo da Dalva. “Acreditamos que, por estarmos tão envolvidos com a música independente, é de extrema importância participar dos festivais e eventos que envolvam o tema. Procuramos participar do Grito Rock também pela divulgação”, explica o vocalista e guitarrista, Fea.

Ousados, os músicos desse novo trabalho paraibano resolveram apostar no StonerRock, um estilo que tem riffs de guitarra graves e lentos e traços psicodélicos. As influências setentistas e lisérgicas são tantas quanta a vontade de vibrar com o hard rock. Black Sabbath é um dos referenciais dos caras, entre outros. A Dalva é assim. Stoner e metal, com umas leves pitadas de blues. Como todo som brasileiro, fusionado na essência. Há ainda uns toques bem pessoais no trabalho, como o calor, a “sensualidade-safadeza-cinismo” do jazz bass e a visceralidade do heavy funk. Além de títulos e letras enigmáticas, como “Leite de cabra” e “Sal de churrasco”. O som tem as características da música independente atual, jovem e livre, e cai bem num palco de um Grito Rock, numa serra. “É incrível como o fluxo de bandas novas vem crescendo com os meses, sem contar com o aumento das oportunidades para uma boa divulgação e incentivo em festivais, editais etc.. O processo é lento e, às vezes, ilude. Não é fácil realizar a cultura de produção independente, mas tendo a cena como uma intensa fome de cultura que só diversifica as possibilidades, temos que continuar a trabalhar em prol das novas ideias”, disse o músico.

Com dois EPs produzidos, Dalva Suada também absorveu as boas influências de trabalhos contemporâneos como do Burro Morto (baixo), Dalila no Caos (guitarra), MotherHell (bateria), Afetamina (voz) e Cabeça de Galo (P.A., som e efeitos).

Download

Anúncios

Entry filed under: Dalva Suada.

Pitanga em Pé de Amora (2011) Gunnar Vargas (2011 – Circo Incandescente)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


DNA – DISCOTECA NACIONAL

Este blog nasceu no ano de 2008 e tem como principal existência, difundir a música brasileira de qualidade, seja através de bandas ou DJs.
A prioridade do blog é a difusão de trabalhos independentes. Sabemos que existem blogs que não agem da mesma forma, portanto, se alguém se sentir ofendido ou prejudicado com o conteúdo de alguma postagem, avise-nos por e-mail para que ela seja retirada imediatamente

============================
P.S. O site WORDPRESS não hospeda arquivos de música e os links aqui postados têm prazo de validade limitado. ============================
Administração e conteúdo por Juniani Marzani - DJ 440

Contato: discotecanacional@gmail.com

Categorias

Blog Stats

  • 651,215 hits

%d blogueiros gostam disto: