Posts filed under ‘Caçapa’

Caçapa (2011 – Elefantes na Rua Nova)

Uma fotografia antiga do Recife, dos anos 40, serviu de inspiração para batizar o disco de estréia de do músico, produtor e arranjador Caçapa, que será lançado amanhã, dia 12, a partir ds 17h, na Livraria Cultura, com um pocket show, no Paço Alfândega. o Bairro do Recife. Retrabalhando música regional, basicamente baianos, rojões e cocos, Caçapa pretendia uma capa que tivesse a ver com sua música, e ao mesmo tempo trouxesse algo do passado, não tão distante da cidade. As produtoras executivas do projeto (patrocinado pela Petrobrás), Alessandra Leão e Laura Antunes, pesquisando na Fundaj, encontraram uma foto de puro surrealismo em que elefantes de verdade caminham pela Rua Nova. Elefantes na rua Nova é o CD que Caçapa gravou, produziu e arranjou tocando três violas dinâmicas, com Alessandra Leão, na percussão, e Hugo Lins, no violão baixo.

Rodrigo Costa Rodrigues Barbosa, o Caçapa prestava vestibular para arquitetura quando eclodiu o movimento mangue, no começo dos anos 90. Depois de ver em bandas como Chico Science & Nação Zumbi, Mundo Livre S/A, e conhecer a musicalidade da família Salustiano, na Cidade Tabajara, em Olinda, ele deixou a arquitetura, e começou um curso de licenciatura em música. da amizade firmada com Maciel Salu surgiu um dos melhores grupos dos anos 90 da cena mangue, o Chão & Chinelo. A banda teve vida breve, lançou primeiro e único disco, Loa do boi meia-noite, em 1999, e terminou em 2001. Caçapa iniciou a carreira de produtor e arranjador, aliada à de músico, primeiramente com a paulista Renata Rosa. Produziu um elogiado disco de Tiné (da Orquestra Contemporânea de Olinda). Suas duas últimas produções são do mestre Biu Roque, de Nazaré da Mata, e da banda cearense Fulô da Aurora.

Em Elefantes da rua Nova, Caçapa faz uma rara experimentação com a “música” da cantoria de viola. Os violeiros nordestinos empregam a viola apenas para pontuar o tempo entre um improviso de uma estrofe e outra. Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira foram suficientemente atentos para entender que dali sairia música, e fizeram a seminal Baião, em 1946. Caçapa trabalha com a viola dinâmica em cima do baiano, rojão, coco e um samba. O resultado é instigante, inovador, e abre um caminho para a música instrumental.

José Teles – JC

Download

julho 28, 2011 at 2:57 pm 1 comentário


DNA – DISCOTECA NACIONAL

Este blog nasceu no ano de 2008 e tem como principal existência, difundir a música brasileira de qualidade, seja através de bandas ou DJs.
A prioridade do blog é a difusão de trabalhos independentes. Sabemos que existem blogs que não agem da mesma forma, portanto, se alguém se sentir ofendido ou prejudicado com o conteúdo de alguma postagem, avise-nos por e-mail para que ela seja retirada imediatamente

============================
P.S. O site WORDPRESS não hospeda arquivos de música e os links aqui postados têm prazo de validade limitado. ============================
Administração e conteúdo por Juniani Marzani - DJ 440

Contato: discotecanacional@gmail.com

Categorias

Blog Stats

  • 650,248 hits