Posts filed under ‘Curumin’

Curumin (2008 – Japan Pop Show)

Admirado pela atriz Natalie Portman e apadrinhado pelo grupo de rap californiano Blackalicious, Curumin estreita a conexão São Paulo – São Francisco – Tóquio com seu segundo álbum de inéditas. Em “Japan pop show”, a viagem pelos ritmos afro-americanos é feita, de preferência, a bordo de uma bicicleta. Como na música “Magrela fever”, Luciano Nakata desliza leve e solto, com o vento batendo no rosto, pelos mais diversos gêneros – samba, reggae, funk, soul, rap, baião, dancehall – sem se prender a rótulos e com muito bom humor. Mais internacional, impossível. Acompanhado da banda The Aipins, o multiinstrumentista paulistano reúne em seu novo trabalho, previsto para sair em maio aqui pela YB e nos EUA pela Quannum, um grupo de convidados pra lá de instigante: do cantor Marku Ribas (“Dançando no escuro”) ao skatista americano Tommy Guerrero (“Sambito”), passando ainda pela dupla Lucas Santtana e BNegão (na explosiva “Caixa preta”).

Download

julho 2, 2011 at 1:09 am 1 comentário

Curumin (2003 – Achados e Perdidos)

“Achados e Perdidos” é o primeiro álbum do cantor, compositor e multinstrumentista paulista Curumin. Produzido por Gustavo Lenza, o trabalho é mais uma afirmação da convicção da gravadora YB Music na liberdade criativa da novíssima geração de artistas da música brasileira. O CD investe na evolução da vitalidade do samba e de sua incrível capacidade de dialogar e deglutir influências diversas. Logo nos primeiros compassos da faixa “Guerreiro”, toda essa mecânica se evidencia: vem a pura batucada do samba e sobre elas são adicionadas frases e timbres, tecendo uma malha engenhosa de perguntas e respostas e nesse momento, mais uma vez, o nosso ritmo nacional é reinventado.Curumin é baterista, e isso fica claro em todo o seu trabalho, pois a energia dessa obra nasce primeiramente na firmeza e musicalidade da concepção rítmica. A eletrônica soma-se aos instrumentos tradicionais de percussão e ao cavaquinho. Os sons graves conferem o peso e a agressividade que a música como um todo adquiriu após o surgimento do rock and roll nos anos 50, enquanto outros timbres agudos nos remetem a associações com barulhinhos alienígenas de disco voadores, e então estamos ao mesmo tempo no Brasil profundo e na ficção científica.

“Achados e Perdidos” é, portanto, uma sala caleidoscópica, repleta de objetos comuns e raros, onde o ouvinte deve perder-se e reencontrar-se. Curumin faz parte de uma geração de artistas de formação musical sólida que optou por construir a carreira sobre a densidade da música, pouco se importando com a chanchada.

O trabalho de Curumin é mais um motivo para que sejamos tranqüilamente otimistas quando pensamos no andar da carruagem da música popular brasileira.

Download

 

fevereiro 20, 2009 at 3:20 am Deixe um comentário


DNA – DISCOTECA NACIONAL

Este blog nasceu no ano de 2008 e tem como principal existência, difundir a música brasileira de qualidade, seja através de bandas ou DJs.
A prioridade do blog é a difusão de trabalhos independentes. Sabemos que existem blogs que não agem da mesma forma, portanto, se alguém se sentir ofendido ou prejudicado com o conteúdo de alguma postagem, avise-nos por e-mail para que ela seja retirada imediatamente

============================
P.S. O site WORDPRESS não hospeda arquivos de música e os links aqui postados têm prazo de validade limitado. ============================
Administração e conteúdo por Juniani Marzani - DJ 440

Contato: discotecanacional@gmail.com

Categorias

Blog Stats

  • 650,416 hits